Além do Físico

"Há mais coisas entre o céu e a terra do que supõe vossa vã filosofia"

Pesquisar





Olá pessoal! Sim, estou retornando das brumas, após um longo, longo tempo sem postar nada. Mas uma vez que você desperta para esse mundo de magia, nunca mais volta a ser o mesmo, e mais cedo ou mais tarde ele cobra de você. Conhecimento não compartilhado é como água parada, cria lodo e torna a água insalubre.
Pois bem, vamos falar sobre magia de espelhos, assunto o qual foi abordado por Wagner Perico num Hangouts do canal WiccaTCS. Vou compartilhar aqui o que aprendi nesta palestra.


A magia de espelhos é muito rica e fascinante, servindo a inúmeros propósitos que um magista ou bruxo possa vir a precisar. Constitui-se por si só um arsenal mágico muito poderoso para ataque e defesa mágica, comunicação psíquica, harmonização de ambientes, contato com seres multidimensionais, contato com a Sombra, e os mais variados tipos de feitiços.

Existem, a princípio, dois tipos de espelhos. O Espelho Negro, cuja função é promover o contato com a Sombra e o Submundo (assim como deidades e seres ligados à esta dimensão), e os espelhos propriamente ditos, de superfícies regular e refletiva. Estes podem ser programados para usos diversos e é deles que vamos falar hoje.
Um espelho é basicamente um portal, e nisso se baseia o seu mecanismo de funcionamento mágico. Para começar a trabalhar com espelhos, o primeiro passo é escolher o espelho certo para o seu propósito. O seu formato, apesar de não ser essencial para a magia, é uma correspondência que você pode usar para intensificar o seu propósito. Geralmente, os de formato circular são os melhores: o círculo é uma forma perfeita, sem começo e sem fim, perfeitamente regular, assim, as energias que ele emana ou absorve são assimiladas de maneira regular e uniforme pela superfície. É também uma analogia ao espelho natural mais poderoso que conhecemos, a Lua. Para feitiços específicos, você pode escolher formatos que remetam diretamente ao seu propósito, como por exemplo, em formato de estrela, para prosperidade, poder pessoal e carisma.
Tendo escolhido o espelho, é necessário purificá-lo para que nenhuma energia estranha ao seu propósito interfira na magia. Se o espelho adquirido é novo, purificações simples com os quatro elementos serão suficientes, passando-o pela fumaça de um incenso e lavando-o com água e sal. Se o espelho foi adquirido de outra pessoa, de um antiquário ou fonte desconhecida, é melhor fazer um banimento mais eficiente. Você pode usar defumação de ervas, chás, transferir as energias do espelho para um cristal ou outro objeto do qual possa se livrar depois, etc. Há algumas técnicas de banimento que já ensinei aqui no blog, deem uma pesquisada. Uma técnica fácil, mais eficiente do que as purificações simples, porém não tão poderosa consiste em pegar uma bacia com água (gelada, de preferência, pois ressalta a polaridade magnética da água no plano astral) e transferir as energias do espelho para ela. Isto é feito tocando o espelho com a mão receptora (geralmente a esquerda), absorvendo a carga através do chakra localizado na palma da sua mão, conduzindo ele pelo braço, passando pelo tórax e descarregando na bacia com a mão projetora (normalmente, a direita). Durante o processo, use a visualização para designar uma cor para a energia que você está manipulando. Esteja atento às sensações que ela lhe traz e só termine o processo quando sentir que toda a energia foi descarregada na água, caso contrário, ela poderá ficar no seu corpo.
O próximo passo é contatar o "espírito" ou "númen" do espelho para alinhá-lo com as suas energias e seus propósitos. Já falei sobre númen aqui no blog, mas recordando brevemente, trata-se de um poder consciente que reside em todos os objetos e materiais inanimados, apresenta um certo grau de consciência, percepção e sentimento em relação a outros seres e arredores. O númen é o responsável por escolhermos o cristal certo para nós, por exemplo. É possível estabelecer contato com esta consciência. Isso é feito entrando em alfa, projetando sua consciência para o objeto (no caso, o espelho), sentindo o mundo a partir dele. A comunicação pode não ser exatamente verbal. Na verdade, é mais provável que se traduza na forma de imagens e sensações. Você também pode, ao invés de projetar a sua consciência, alinhar a sua frequência áurica à do objeto (exercício 27 do Treinamento Mágico Completo, no menu do blog), o que resultará no mesmo tipo de conexão. Transmita para o espelho o seu desejo de trabalhar com ele e com que propósito (seja bem claro aqui) e veja se ele aceita. A resposta vem através de uma sensação inequívoca, você simplesmente sabe se deu certo ou não. Se ele recusar, você precisa encontrar outro espelho, não adianta insistir. É impossível trabalhar magicamente com objetos sem a cooperação da consciência que nele habita.
Esta comunicação com o espírito do espelho já é a programação dele (e a consagração, se você fizer tudo dentro de um Círculo Mágico, que é o recomendado), como geralmente se faz com cristais ou pêndulos. Então, se a resposta dele foi afirmativa, estabeleça todos os parâmetros e cláusulas mágicas que estarão vigentes para este espelho mágico.
Você pode ir adquirindo vários espelhos ao longo de sua vivência mágica, mas a princípio, é mais prático programar um espelho mágico geral, que ficará em seu altar. Você determina o que ele deve fazer quando for usar (em alfa), e quando acabar, ele já está pronto para outro propósito.
O segundo espelho que você deve ter é um espelho guardião; o qual será responsável pela proteção mágica de todos os outros espelhos da sua casa, sejam eles mágicos ou não. A partir do momento que você começa a usar magia de espelhos, todos aqueles que houverem em sua casa "despertam" o seu potencial oculto e se tornam pontos de vulnerabilidades. Cada espelho no mundo se interconecta com os outros, através de uma dimensão que lhes é própria, e da qual podem partir para qualquer outra dimensão. Um outro magista pode usar qualquer espelho da sua casa (de fato, qualquer superfície reflexiva que funcione temporariamente como espelho) como portal para um ataque psíquico, por exemplo. Você nunca será capaz de monitorar todos os espelhos de sua casa, até mesmo a água do vaso sanitário pode se comportar como um. Então, a programação de um espelho guardião é essencial. Opere do mesmo modo, contate o espírito do espelho e veja se ele aceita trabalhar para este propósito.
A partir de agora, você pode usar espelhos para quaisquer propósitos que desejar. Exemplos:
- banimento: use um espelho como portal para sugar as energias desarmônicas de um local ou de uma pessoal. Sele o espelho, guarde-o em local seguro, quebre ou faça um banimento mais potente depois.
- comunicação psíquica: mande uma mensagem para outra pessoa, usando um espelho mágico, e designe que esta mensagem seja entregue pelo primeiro espelho pela qual a outra pessoa olhar. Isto vai passar apenas o teor da mensagem, talvez, apenas a sua imagem mental será captada pela pessoa (se ela for sensitiva o suficiente). Para uma comunicação mais eficiente, pode-se programar dois espelhos para que funcionem como um "walkie-talkie", ou combinar com outra pessoa que ela esteja de frente para um espelho quando você for mandar a mensagem.
- prosperidade: use um espelho como um portal para um lugar que remeta à prosperidade, de modo que ele vai irradiar as vibrações deste ambiente para a sua casa.
- proteção: o uso mágico de espelhos com este propósito é clássico. Programe um espelho para absorver ou refletir quaisquer energias desarmônicas que forem direcionadas para você. Faça uma caixa revestida de espelhos por fora e coloque dentro dela o nome ou representações mágicas de pessoas que você deseja proteger.
- contenção: faça uma caixa revestida de espelhos por dentro e coloque nela o nome de pessoas que você deseja conter, isolar a influência energética delas na sua vida.
Além disso, você pode usar as correspondências mágicas que usaria em feitiços comuns, atrelando mais poder à magia de espelhos. Trabalhe na moldura, escolhendo a cor, o material, gravando símbolos e colando acessórios que remetam à energia com a qual você vai trabalhar.
Você pode traçar símbolos na superfície do espelho e ele os projetará no espaço espiritual de seu ambiente, trazendo os atributos daquele símbolo para sua vida. Isso é especialmente válido ao se trabalhar com runas.
Os espelhos também podem captar energias de uma determinada fonte, armazená-la e só emiti-la quando você determinar. Para isso, carregue consigo um espelho portátil programado para tal. Quando estiver em determinada situação ou lugar em que seja interessante usar a energia ali disponível, absorva-a com o espelho. Quando chegar em casa, use o espelho geral para direcionar a energia para o seu destino final. Ou você pode usar o princípio do "walkie-talkie" e manter um espelho em sua casa que atue como o correspondente emissor daquele portátil que você carrega.
A magia de espelhos, como qualquer outra, também pode ser empregada para ataque. Obviamente, sujeita às leis universais de retorno energético (karma). Por exemplo, um pequeno espelho pode ser colocado próximo ao seu alvo (fisicamente falando), de modo furtivo, atravessando as barreiras mágicas dele que, de outro modo, não poderiam ser transpostas. O espelho emite as energias que você definiu, diretamente nos arredores de seu alvo.
Lembrando desse mecanismo de portais, vários feitiços e técnicas mágicas podem ser aliadas ao uso de espelhos. A magia é limitada, basicamente, por duas coisas: a sua crença ou Vontade e a capacidade de mobilizar a quantidade de energia necessária para promover os efeitos desejados. Tendo isso em mente, nada é impossível.
"O sucesso será a sua prova".
Blessed be!

1 comentários:

Juliana Camargo disse... 2 de março de 2015 17:27  

Que saudade das suas postagens! Volte a escrever, por favor <3

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

Advertência

O uso das técnicas, rituais e conhecimentos adquiridos no Além do Físico é de responsabilidade única e exclusivamente sua, caro leitor. Não me responsabilizo, em nenhum nível, pela má utilização de tais ferramentas mágicas e espirituais.

Quem sou eu

Minha foto
Faço Psicologia na USP, tenho 22 anos, sou bruxo, magista e médium, sempre em busca das verdades espirituais. Encontro prazer imenso na leitura, que nos possibilita viajar através de dimensões, espaço e tempo num folhear de páginas.

Postagens populares

Seguidores

Visitas

Qual a sua relação com o Mundo Não-Físico?

Google Analytics Alternative