Além do Físico

"Há mais coisas entre o céu e a terra do que supõe vossa vã filosofia"

Pesquisar





BELTANE: É celebrado 31 de outubro no Hemisfério Sul e 01 de maio no Hemisfério Norte. Beltane, que pode ser traduzido literalmente como “Fogo de Bel” e é a celebração máxima do fogo.
Esta era a festa que celebrava o meio da Primavera e preparação para a chegada do Verão e consequentemente da fertilidade esperada para o próximo ano. Neste Sabbat eram escolhidos um homem e uma mulher para representar a Senhora e o Senhor da Primavera, em alusão a Deusa e ao Deus. O gado e as pessoas passavam pelo fogo para serem purificados, ao mesmo tempo em que a fumaça assegurava a fertilidade e bênçãos. Neste período o Deus atinge a força e a maturidade para se unir à Deusa e juntos
trazem calor, luz e germinação às sementes da terra que serão colhidas em Lammas.
É tempo de celebrar a vida em todas as formas. É o momento de dar boas-vindas ao Verão, momento de equilíbrio, no qual nos despedimos das chuvas e as colinas e vegetações atingem tons dourados.
A Deusa e o Deus, estão em plena vitalidade e amam-se com toda intensidade. É o momento da união entre os princípios masculino e feminino da criação, a união dos meios e de todos os poderes que trazem a vida à todas as coisas.
Um dos símbolos mais conhecido associado a este Sabbat é o Mastro de Beltane, que representa o falo do Deus. Ele sempre é ornado com uma fitas e uma coroa de flores, que representa o ventre da Deusa. As fitas multicoloridas são entrelaçadas pelos participantes, umas nas outras, até que todo o mastro esteja revestido por elas, representando a união da Deusa e do Deus. [Tradicionalmente, as fitas eram brancas e vermelhas, representando os fluidos sexuais masculino e feminino, respectivamente - símbolos da fertilidade. Obs. Hudson]
Outra das Tradições deste Sabbat é colher 9 gravetos de árvores diferentes e enfeitá-los com lindas fitas e flores, queimando-o no fogo enquanto fazemos um pedido.

TEMA DO SABBAT:




Beltane é um tempo para celebrar a nova vida em todas suas formas. É o tempo quando a Deusa e Deus estão unidos em matrimônio sagrado e quando sua relação se consome. Este ato representa a fertilidade dos animais e as colheitas para o próximo ano. Você pode decorar seu altar com uma tigela de flores flutuantes ou velas flutuantes. Pétalas de flor podem ser espalhadas pelo chão. Um ato ritual comum neste Sabbat é o Grande Rito. É o simbolismo da união entreos princípios masculino e feminino da criação, a união das duas forças que trazem vida a todas coisas. Este ritual geralmente é executado mergulhando um athame
em um cálice ou caldeirão pequeno com vinho, em sua forma simbólica.

SUGESTÃO DE RITUAL PARA PRATICANTES SOLITÁRIOS

A bruxa solitária, após lançar o círculo e invocar a presença da Deusa e do Deus,
poderia primeiro dançar e cantar, para elevar o poder das atividades mágicas, e depois enterrar
o poder numa vela apagada que estaria no caldeirão, no centro do círculo. A cantiga seria esta,
que escrevi há um ou dois anos atrás, ou algo criado por vocês:

Beltane
Danço o deleite
na noite de Beltane.
Liberando todos os sentidos,
danço para ser.
A flor e a chama
do rito amoroso
florescerão. O Sol
abraça a terra, brilhando.

Acendam a vela para o Sol. Este é o seu fogo de Beltane, o substituto para a grande fogueira
que vocês teriam queimado, em algum topo do morro, se vivêssemos em tempos mais abertos
e acessíveis. Atiçar o fogo de Bel é uma invocação ao Deus Sol a fim de trazer bênçãos e
proteção, para o ano vindouro. Este fogo, tradicionalmente, tem muitas propriedades curativas
e purificadoras. No passado, o gado era levado ao rescaldo para abolir as doenças. Mulheres
prenhes saltavam sobre a fogueira, se não estivessem em gravidez adiantada, a fim de
assegurarem um bom parto. Os viajantes pulavam o fogo, para garantir boa jornada. Pessoas
enfermas deixavam seus males nas chamas. Outras, simplesmente, faziam um pedido ao
saltarem. Casais poderiam pular o fogo juntos, para proteger a união e obter sorte no
casamento.
Ao acenderem a vela, tenham consciência do seu poder e significado. Pronunciem:
Acendemos esta vela ao Sol.
Depois, peguem uma travessa com terra. Abençoem-na em nome da Deusa. Coloquem
as mãos sobre ela e digam: Abençoamos, consagramos e separamos esta terra, em nome da
Deusa Tríplice. Que seja sagrada esta terra, dedicada à mapa. Pois a terra é da Deusa,
sendo seu corpo sagrado. (Não esqueçam que a Deusa não é somente da Lua, mas da Terra e
da mais longínqua estrela. Ela é a Deusa Tríplice do Círculo do Renascimento, a Mãe de Toda
a Vida.) Decorem a terra com flores.
Agora, tomem uma vara de madeira (que não seja cortada de árvore viva, pois nenhum
mal deve ser causado às florestas pelos bruxos). Na verdade, vocês deveriam tê-la entalhado
anteriormente, na forma bruta de um falo, mas uma vara simples, descascada, também é
válida. O falo de madeira deveria ser, é claro, de um tamanho e formato apropriados. A vara,
por outro lado, pode ser qualquer uma de comprimento tradicional (das pontas dos dedos ao
cotovelo) e mais ou menos meia polegada de diâmetro. Vocês devem tirar-lhe a casca, e
umedecê-la com óleo vegetal. Embora não seja diretamente fálica, depois ela retém todo o
simbolismo da paixão e as qualidades do Sol. O carvalho é a melhor madeira, mas a aveleira
também serve. Abençoem-na em nome do Rei do Dia, o jovem ardente, o Rei da Vida, o Rei
da Floresta. Passem a vara rapidamente pela chama da vela, o fogo Bel, para que absorva a
magia, carregada de poder. Coloquem a vara sobre a terra e fiquem segurando-a:
Como a vara é para a terra
assim o macho é para a fêmea
e o Sol ao nosso mundo em flor.
Juntos, trazem a felicidade
Que o Deus da Vida propicie_____
[Nomeie algo desejado, por exemplo: paz na Terra.]
Que a Deusa cumpra seus desejos.

Sentem-se em silêncio, imaginando o florescer daquilo que desejam. Vocês não poderão,
claro, trazer sozinhos a paz à Terra. Mas nenhum dos dois pedidos ficará sem efeito. Os
feitiços e invocações de muitas bruxas, todas trabalhando em temas como este, eventualmente
frutificam, porque a vida representa paz. Deixem a terra e a vara sobre o altar ou em frente a
ele. Caminhem no sentido dos ponteiros do relógio, três vezes ao redor do círculo, depois em
espiral, até o centro. Andem compassadamente, com graça, meditando. Sentem-se ao lado da
vela acesa, permitindo-se usufruir a paz. Olhem a chama com profundidade.

A próxima etapa é diferente, dependendo se se refere a um homem ou uma mulher.
Para mulheres, imagine (visualize) um botão de rosa vermelho em seu ventre. O ventre é sempre a
fonte de seu poder criador, esteja grávida de filho, de uma idéia, de uma obra de arte ou de
uma intenção. Feche os olhos. Imagine a luz da vela penetrando no seu ventre, para que o
botão da rosa abra e floresça. Segure essa imagem viva por um tempo, sentindo o aroma, as
pétalas sedosas, o florescer e o colorido desta rosa inteiramente aberta dentro de você. Sinta a
força, o poder e suas totais capacidades de florescimento. Diga:

Sou mulher,
forte para conceber e criar,
para dar à luz e cuidar.
Como sou filha da Deusa
e abençoada por Deus, posso_____
[Aqui nomeie o que deseja trazer à vida, usando sua criatividade. Por exemplo,
trazer curas aos outros ou escrever um livro, ou realizar qualquer outra coisa
boa que lhe ocorra.]
Sinta a força e o vigor criativo em seu útero, o centro do ser feminino. Veja o poder
canalizado, como foi descrito. Abra os olhos, a rosa está sempre dentro de você.

Para homens, você deve imaginar uma chama luminosa. Esta queima no seu centro sexual, um
ponto à base do estômago, pouco acima da linha do pêlo pubiano. É sua força masculina, sua
energia que pode se elevar através do corpo, para ser liberada como a doação, o poder
fertilizante, em qualquer forma, ou talvez a potência que impregna, gerando um filho ou filha.
É a força que abençoa e concede, energia curativa e criadora como o brilho solar. Visualize o
jardim onde está sentado em frente a uma roseira, as rosas em botão. (Se preferir, pode ser
madressilva, ou roseira silvestre, na floresta). Diga:

Sou homem,
e na minha paixão está a beleza,
no meu calor, a vida.
Sou o filho da Deusa,
abençoado pelo Deus,
E assim ofereço minha força
e vitalidade para_____
[Aqui nomeie a área da vida, o lugar, a criatividade ou compromisso que
escolheu.]

Visualize a luz fluindo torrencialmente de você para a rosa em botão que, sobre o pé, vai
abrindo. Sua chama declina, pelo esforço. Perde-se muita energia, a chama baixa ainda mais.
Espere e contemple, até que uma luz rosada flua da flor ao corpo. Ao seu toque, um pouco
acima da linha do pêlo púbico, a chama ressurge. Ela queima mais alto e com mais força que
anteriormente. Abra os olhos. A chama está sempre dentro de você, doando-se às formas que
escolher e a seguir rebrilhando.
Depois disso, vocês deveriam ficar sentados por uns minutos. Seria um erro erguer-se
abruptamente. Quando estiverem prontos, podem levantar-se, pular sobre a chama da vela,
fazendo um pedido.
Este é o Rito Beltane para a bruxa solitária; ou um modo de praticá-lo. É um tempo de
prazer e também de mistério. Um pilriteiro; a caça do veado branco; a caça do amor; o
florescer das flores e a floresta—tudo isto faz parte do rito. Sejam felizes em seu florescer, e
que o verão lhes traga alegria.


FONTES: Wicca para Todos, Claudiney Prieto
A Bruxa Solitária - Rae Beth

E Feliz Samhain para os que rodam pelo Norte. Feliz Halloween para os que se divertem sem compromisso religioso!

1 comentários:

É uma pena que estas celebrações tão magnificas tenham perdido o real sentido para a maioria.
Mas AINDA estamos aqui para não deixá-las desaparecer.
A época de Beltane é ótima, um dos rituais que eu mais gosto. Obrigada pelas informações e pelo ritual ;)

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

Advertência

O uso das técnicas, rituais e conhecimentos adquiridos no Além do Físico é de responsabilidade única e exclusivamente sua, caro leitor. Não me responsabilizo, em nenhum nível, pela má utilização de tais ferramentas mágicas e espirituais.

Quem sou eu

Minha foto
Faço Psicologia na USP, tenho 22 anos, sou bruxo, magista e médium, sempre em busca das verdades espirituais. Encontro prazer imenso na leitura, que nos possibilita viajar através de dimensões, espaço e tempo num folhear de páginas.

Postagens populares

Seguidores

Visitas

Qual a sua relação com o Mundo Não-Físico?

Google Analytics Alternative