Além do Físico

"Há mais coisas entre o céu e a terra do que supõe vossa vã filosofia"

Pesquisar





O termo símbolo, com origem no grego σύμβολον (sýmbolon), designa um elemento representativo que está (realidade visível) em lugar de algo (realidade invisível) que tanto pode ser um objeto como um conceito ou idéia, determinada quantidade ou qualidade. O "símbolo" é um elemento essencial no processo de comunicação, encontrando-se difundido pelo cotidiano e pelas mais variadas vertentes do saber humano. Embora existam símbolos que são reconhecidos internacionalmente, outros só são compreendidos dentro de um determinado grupo ou contexto (religioso, cultural, etc.).Ele intensifica a relação com o transcendente. Também pode ser uma palavra ou imagem que designa outro objecto ou qualidade por ter com estes uma relação de semelhança, até mesmo uma representação sonora ou visual.

Abaixo, alguns dos símbolos que reuni de várias pesquisas pela internet.

Ankh, conhecida também como cruz ansata, era na escrita hieroglífica egípcia o símbolo da vida. Conhecido também como símbolo da vida eterna. Os egípcios a usavam para indicar a vida após a morte. Hoje, é usada como símbolo pelos neopagãos em sua crença na reencarnação. Originou-se de tiras de sandália, com relação de movimento, e movimento é vida.
Adotada na década de 80 como símbolo do vampirismo (pela relação de vida eterna) e vários bruxos e magos da vertente de magia egípcia o usam para indicarem o caminho que escolheram.


O bordão ou caduceu de Esculápio ou Asclépio é um símbolo antigo, relacionado com a astrologia e com a cura dos doentes através da medicina. Consiste de um bastão envolvido por uma serpente. Esculápio (em latim: Aesculapius) era o deus romano da medicina e da cura. Foi herdado diretamente da mitologia grega, na qual tinha as mesmas propriedades mas um nome sutilmente diferente: Asclépio (em grego: Ἀσκληπιός, transl. Asklēpiós).


O caduceu de Hermes. O caduceu, historicamente, não apareceu com Hermes, e é documentado entre os babilônios desde cerca de 3.500 a.C. As duas serpentes enroladas em torno de um bastão eram um símbolo do deus Ningishzida, que servia como um mediador entre os homens e deusa-mãe Ishtar ou o supremo, Ningirsu. Tinha o poder de fazer as pessoas dormirem ou acordarem, e também fazia a paz entre litigantes, além de ser um sinal visível de sua autoridade, usado como um cetro. Era representado nas entradas das casas possivelmente como um amuleto de boa fortuna, ou como um símbolo purificador. Foi adotado no Brasil como símbolo das Ciências Contábeis, por ser associado ao comércio.

O Khanda é o símbolo mais importante da religião sikh. Ele é a junção de quatro armas: 

Ao centro, uma espada de dois gumes chamada Khanda, da qual deriva o nome de todo o símbolo. Representa o poder criativo de Deus que controla o universo. Em torno do Khanda encontra-se uma arma denominada Chakkar. Apresenta uma forma circular pelo que simboliza a eternidade e a perfeição de Deus. Em ambos os lados, duas espadas de forma curva chamadas Kirpans. A espada que se encontra no lado esquerdo representa o poder espiritual (piri) e a do lado direito o poder temporal (miri). 


O Faravahar (ou Ferohar, Foroohar e ainda Forouhar), representação da alma humana antes do nascimento e depois da morte, é um dos símbolos mais conhecidos do zoroastrismo.

Olho de Hórus,  'Udyat' ou ainda Olho de Rá é um símbolo, proveniente do Egito Antigo, que significa Poder e Morte, relacionado à divindade Hórus. Também relaciona-se à trindade egípcia Rá, Osíris e Hórus. Era um dos mais poderosos e mais usados amuletos no Egito em todas as épocas. Hoje em dia, o Olho de Horus adquiriu também outro significado e é usado para evitar o mal e espantar inveja (mau-olhado), mas continua com a idéia de trazer proteção, vigor e saúde. O olho original é o esquerdo, que foi ferido pelo deus Seth. O esquerdo relaciona-se à Lua, ao feminino, ao passivo, yin. E o direito relaciona-se com o Sol, o masculino, ao ativo, yang.


Este hexagrama de dois triângulos entrelaçados simboliza a alma humana. Simboliza os processos de involução e evolução. O triângulo que aponta para baixo, apresenta a involução da energia divina que desce às formas mais boçais, ao passo que o triângulo voltado para cima indica a ascensão dos seres quer entendem a se divinizar cada vez mais. É símbolo usado como amuleto para dar sorte; representa o casamento perfeito entre masculino e feminino, compreensão entre sexos. A Estrela de Davi diferencia-se, como símbolo do Judaísmo, por ser formada por dois triângulos sobrepostos.

Triquetra é um simbolo originário das tradições Celtas, ele representa as três faces da Grande Mãe, a energia criadora do universo, cujas três faces são a Virgem, a Mãe e a Anciã. Também representava as estações do ano, que antigamente era dividido em três fases, primavera, verão e inverno. Era um simbolo muito comum na civilização Celta devido o seu enorme poder de proteção. Encontrado inscrito em pedras, capacetes e armaduras de guerra, era interpretado como a interconexão e interpenetração dos níveis Físico, Mental e Espiritual. Associado atualmente com a Wicca. Foi plagiado pelos cristianismo, para representar a Santíssima Trindade.

Pentáculo (um pentagrama inscrito num círculo), é um símbolo há muito tempo associado à Magia e ao Ocultismo, ocupando papel de destaque na Wicca, ou Bruxaria Moderna.Os significados do pentagrama são muitos, dependendo da tradição:
Pode simbolizar a união dos Quatro Elementos (Terra, Água, Fogo e Ar) ao Quinto Elemento, a Quintessência, ou Princípio Vital;
Simbolizaria também o ser humano, com os dois pés as pontas inferiores) plantados no solo, os braços abertos em louvor (as pontas intermediárias) e a cabeça voltada ao céu (a ponta superior). Com duas pontas viradas para baixo, é usado por satanistas como "a matéria dominando o espírito", mas esta é uma interpretação errônea, sendo na verdade representação do Deus Cornudo da Bruxaria.



O Triskle é uma variação do Triquetra, tendo basicamente o mesmo significado.



Este símbolo é conhecido como tríplice lunar ou triluna. Representa a Deusa em suas três faces(ou fases): Donzela - Mãe - Anciã.É também ligado a Deusa Brighid.


A cruz solar é provavelmente o símbolo espiritual o mais antigo no mundo, aparecendo na arte religiosa asiática, americana, européia, e indiana. Representa o calendário solar e seus movimentos, marcados pelos solstícios e equinócios.
Norte da Europa esta cruz é conhecida como a cruz de Odin e de Wodan. É freqüentemente usada como um emblema dos Asatrus (Religião que cultua o Panteão Aesir, de deuses nórdicos).No budismo ela é conhecida como a roda da Vida, a roda de Samsara, (perambulação) que determina o fluxo incessante de renascimentos através dos mundos.


A cornucópia é um antigo símbolo da fertilidade e riqueza. Hoje, simboliza a agricultura e o comércio.Miticamente relacionado a infância de Júpiter, o chifre da cabra Amaltéia é símbolo de abundância, plenitude e prosperidade.O próprio chifre é um símbolo fálico, representante do sagrado masculino. Um dos símbolos mais utilizados na representação do Deus nas religiões pagãs e neopagãs.Entretanto, seu interior simboliza o útero - representado assim a Deusa - quando cheio alimentos que simbolizem a generosidade da terra fértil, representando o sagrado feminino.

 Om ou Aum é o símbolo mais importante do Hinduísmo, é um som sagrado e considerado o maior de todos os mantras. A sílaba, Om é composta por três sons a-u-m. Ele representa as mais importantes trindades:
- Os 3 mundos : terra, atmosfera e céu.
- Os 3 maiores deuses hindus: Brahma, Shiva e Vishnu
- As 3 escrituras sagradas dos Vedas: Rig, Yajur e Sama

14 comentários:

O vocalista e guitarrista do Metallica usa uma cruz de malta em uma de suas guitarras...

nossa que coincidência, essa semana eu fiz um trabalho sobre A Eficácia Simbólica, e a gente falou justamente de muitos símbolos desses :)
bem legau teu blog, bonito o layout.
bejinhos

http://doqueasguriasgostam.blogspot.com/

Tenho grande vontade em tatuar o Ankh.

Adorei conhecer teu blog. Conhecer o significado de símbolos significa muito pra mim. É uma necessidade!!

Beijão.

Nossa *--*
Um post perfeito!

perfeito para invocaçoes satanicas

Gostei, a simbologia faz parte do ser que esta sempre em desenvolvimento Espiritual...

Curtit e o simbolo que mais amo deste é o Yin Yang..muito show parabéns

eu curto muinto as coisas do egito

Way cool! Some extremely valid points! I appreciate
you writing this write-up and also the rest of the website is extremely good.
Also visit my weblog :: online casino ireland

show de bola

Legal gente ^^ adorei o POST DOS SIMBOLOS! EU tenho tatoado o Olho de Horus no peito esquerdo ( nao sabia que era o olho esquerdo ferido por SET ). Lembro-me que minha tia me xingou um monte, dizendo que o simbolo era do mau!

O símbolo Triskle no sentido horário tem outro significado. #ficadica ;)

Olá, só uma correção sobre a Triquetra e o Triskle, essa visão de Grande mãe e 3 faces da Deusa é moderna, não existia essa crença entre os celtas, isso só veio com a wicca, o Triskle representava os 3 reinos, céu, Terra e mar. E a Triquetra é basicamente para proteção mesmo, mas tem origem germânica se não me engano e foi parar nas terras celtas a partir do contato entre esses povos :)

Gostei muito e vou fazer uma tatuagem e achei o significado é muito bom esse blog.

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

Advertência

O uso das técnicas, rituais e conhecimentos adquiridos no Além do Físico é de responsabilidade única e exclusivamente sua, caro leitor. Não me responsabilizo, em nenhum nível, pela má utilização de tais ferramentas mágicas e espirituais.

Curtir

Compartilhar

Quem sou eu

Minha foto
Faço Química na USP, tenho 20 anos, sou bruxo, magista e médium, sempre em busca das verdades espirituais. Encontro prazer imenso na leitura, que nos possibilita viajar através de dimensões, espaço e tempo num folhear de páginas. E-mail: hudsonpadua@hotmail.com

Postagens populares

Seguidores

Visitas

Qual a sua relação com o Mundo Não-Físico?

Fase lunar

CURRENT MOON